Poema Lusofonia

POESIA E LUSOFONIA É META ALEGORIA*

I (SONETO BASE - Coroa)

By Ibernise

Lusofonia é germe mui, humanizador,
Grande mérito da Língua Portuguesa,
Pois já somos muitos nesta fiel realeza
A fazer da lusofonia um elo integrador...

Avança histórico império, descobridor...
Conquistando determinado na certeza
Da coragem de sobre-humana beleza,
Em frágeis naus saía cada navegador...

Assim se dispersou em terras e mares
O teor internacional dessa linguagem
Valor uno, em eventos deflagradores...

Expansão territorial, centelha e teares
Da cultura lusófona à pura linhagem
Na alma do tempo e de conquistadores...


I-PORTUGAL E A DIFUSÃO LUSÓFONA

By Ibernise


Na alma do tempo e de conquistadores...
Despertou Portugal firme e bravo gigante
Brado emerge nas possibilidades:Avante!
As descobertas e conquistas tem valores...

Sofrimentos e lutas, vitórias e dissabores,
E nada parou a tal marcha no seu adiante...
Início da diáspora de um povo confiante
Mudança geográfica, difusão e penhores...

Viagens de trocas, rebeldias, e de vitórias;
Meta linguagem é construção de alegoria,
Mescla, agrega hábitos, veio conciliador;

Reúnem mais costumes lusos à história
Universal. Descobre, acultura a cada dia...
Lusofonia é germe mui, humanizador.

II - FORMAÇÃO DA NAÇÃO LUSÓFONA

By Ibernise

Lusofonia é germe mui, humanizador
Povos indivisos em nação a se adaptar
Alteram-se e atuam, se deixam mudar
Criando alianças, somando sem clamor...

Lusos irmanados em processo e vigor
Não podem ficar separados, pois falar
É elo que permite, integrar, comunicar
Assimilar e formar grupo idealizador...

Formação de teias nos teares do ser,
Cachoeira rebelde e calma, é nativa
Se põe indomável, a sua correnteza...

Língua viva é processo a converter,
É positiva e negativa, a norma_ativa,
Grande mérito da Língua Portuguesa.

III - LINGUA PORTUGUESA INTERCONTINENTAL

By Ibernise

Grande mérito da Língua Portuguesa
É firmar endereço e adereço na paixão,
Alimentar a unidade, exceder o milhão...
Nada conseguiu deter sua saga e beleza...

Evocação histórico-cultural, pró-nobreza
Transformada, em sociocultural, vocação
Centelha que virou fogueira, na escuridão
Aparte principal no elemento de sutileza...

Língua Portuguesa é mãe de muito amor
Tem carícias, acolhida e ainda educação
Emoção, que só, transborda em proezas

Reflete, não cabe em si, este conversor...
Respeita, os soberanos, Estado e região,
Pois já somos muitos nesta fiel realeza.

IV - LINGUA PORTUGUESA ELO INTEGRADOR

By Ibernise

Pois já somos muitos nesta fiel realeza.
A inflamar-se com chamas cintilantes
Intensas, flamejantes e explosões, antes
Já conciliadas d´além mar à correnteza...

Corre o fogo no pavio com opção, certeza
Na alternativa de expandir e conquistar
Fundando comunidades de países, a atar,
A língua portuguesa, na sua ágil destreza...

Força que é fluido regenerador do coração
E voz da emoção a medida que mais grita,
Sábia revolução pronta no veio renovador...

Assim união lusófona é natural expressão,
Aprofunda identidades, na fala que agita
A fazer da lusofonia um elo integrador ...



V - LUSOFONIA TEM NORMA ATIVA

By Ibernise

A fazer da lusofonia um elo integrador
As potencialidades das pátrias irrompem
Na atualidade, ordem, acordos rompem
Espaço intercontinental novo integrador.

A história da nação lingüística é vertedor
Lusófono, é toda experiência destemida
É paixão que não cabe pois está contida
No seio de diferentes espaços, é cobertor...

Traz em seu bojo, a harmonia ecológica
Pela fraternidade das aptidões humanas
Que formam ciclo de cunho globalizador.

Viável, esta linha cultural, é pedagógica
E nos mores da crise de idéias medianas
Avança histórico império, descobridor...

 

VI- LOSOFONIA: FALA X NORMA CULTA

By Ibernise

Avança histórico império, descobridor...
Em teor e forma, espaço das expressões
Sociais, culturais e econômicas pra ações
Imperativas, político-ideológicas, expor...

Valores lusófonos essenciais ao compor
Iniciativas legais sobre escrita, concessões
Germinam em todos os terrenos, monções
Que viabilizam ordem, fator liberalizador...

Cada povo desta imensa nação, é criador
Da sua fala na rotina comunicativa diária
E requer a si, informalidades e sutilezas...

Mas norma culta escrita é um só portador...
Não pode ser plural pois é co-signatário,
Conquistando determinado na certeza...

VII - ACORDO ORTOGRÁFICO É PROCESSO

By Ibernise

Conquistando determinado na certeza...
Tal acordo ortográfico é único, no rigor
Na fala é flexível, podendo ser promotor
De mudanças, partir da prática à realeza...

Realeza que se realiza no campo da beleza
O oral passa-tempo do informal ao formal
Gerando a seguir novo acordo bem original
Assim a história da língua evolui, é firmeza.

Linguagem é processo, movimento tático
Na prática a fala, é múltipla e na escrita una.
Liberdade de uma no rigor da outra é frieza...

Mas povos unidos em nações são enfáticos;
Exigem falar como escrevem, pró comuna
Da coragem de sobre-humana beleza.

VIII - DESAFIO: FALAR COMO SE ESCREVE

By Ibernise

Da coragem de sobre-humana beleza...
Nascem debates, querem multiplicidade
Mas a Norma Culta breca, quer unidade
Para que todos leiam forma e franqueza...

Sendo iguais e diferentes, reúnem riquezas
Falando diferente e lendo em igualdade
O entendimento se fará conforme liberdade...
Este é o centro da polêmica ortográfica acesa

Luz que ilumina e apaga, separa e reúne
Domina e liberta, pois oferece o debate
Para organizar e defender, há moderador...

Modelo democrático, põe nações imunes,
Tempo diferente de quando em combate
Em frágeis naus saía cada navegador...

IX - SEMENTE LUSA D´ALÈM MAR

Em frágeis naus saía cada navegador
Plantando nesta diáspora a sua semente
Lusa...Língua Portuguesa em cada lugar...
A nova civilização tem veículo executor.

Viaja em leituras, atrela contato viajor
De novas sendas e fazendas on-line, éter...
Informática, social costurando o suéter,
Das relações, com retalhos de lã a compor...

Enorme colcha de retalhos é a linguagem
E cada pátria lusa tece com seus irmãos
Sem surpresas, nem derrapagens, pares...

E compartilhando uma mesma contagem
Segue o povo-luso, que a partir de então,
Assim se dispersou em terras e mares.

X - LUSOFONIA REFORÇANDO IMPÉRIOS

By Ibernise

Assim se dispersou em terras e mares
O cidadão lusófono, numa frátria aberta
A todo o mundo, uma vocação, e alerta
Assumindo suas comunidades e lugares...

A lusofonia cultua a convergência de lares,
Sua consciência é conseqüente, acoberta,
Aproxima-se e assume igualitário alerta,
Fortifica seus principais, centrais pilares...

Presença movida e comovida no presente
Acata diplomacias e diplomas, ao educar
Reforça império de descobertas, linhagem...

Brasa que é brasa, em espírito convergente
A qualidade e quantidade, vai requalificar
O teor internacional dessa linguagem...

XI - LUSOFONIA NUANCES DE M.I.L PAIXÕES

By Ibernise

O teor internacional dessa linguagem
É construção representante da lusofonia
Colocando Portugal no início, companhia
Que provoca e estimula novas roupagens

Uma corrente cívica, de nova reciclagem
Em contexto de nação, se une e desafia
A versar num fio, tempestade e calmaria
Condutor prestes elucidar suas paisagens...

Neste mapa cor-de-rosa de mil nuances
A geografia de um manifesto aduaneiro
Onde se aprende e se ensina provedores

Que vivem na paixão lusa, seus romances...
Poetas entre tantos outros companheiros
Valor uno, em eventos deflagradores

XII - LUSO-POETAS E FORÇA ÉPICA

By Ibernise

Valor uno, em eventos deflagradores
Poetas refletem, se situam na História
Luso-Poetas têm seus méritos, vitórias
Tal, Luis de Camões e tantos trovadores...

Agiram sobre processos socializadores
Fizeram literatura, sociedades, notórias
Cooperação, fraternidades nada ilusórias,
Mantendo coesão e corpo de armadores...

Seres a conviver na convergência épica
Polemizam, debatem o centro, a questão...
Um partilhar que soma força de milhares

Ações de tamanha importância ética
Elo e corrente, que promovem: opinião,
Expansão territorial, centelha e teares.

XIII - LINGUAGEM:LUSOFONIA UNE MILHÕES

By Ibernise

Expansão territorial, centelha e teares
Lusofonia, fluido regenerador, difusão
Reforça a base e origem dessa discussão
Dos afluentes à foz de regras elementares...

Ponto mais alto de rochas sedimentares
A linguagem é a base da comunicação
Malha que alimenta atos, normas, união,
Carecendo ações mantenedoras salutares.

Doméstica prenda por princípio e uso,
Exibe o orgulho nacional e prolifera
Na flâmula colorida de tantas triagens...

Duzentos e quarenta milhões de lusos,
Unidos formam nação que não degenera,
Da cultura lusófona à pura linhagem...


XIV - LUSOFONIA NA ALMA DOS CONQUISTADORES

By Ibenise

Da cultura lusófona à pura linhagem,
Caminharão os acordos ortográficos
Pois a fala, não é complicação gráfica
Mas este verão não cessa a estiagem...

Querer escrever como se fala, é coragem
De lutar por um sonho sócio-geográfico,
Uma Torre de Babel, dialeto fonográfico
Onde a linguagem figurada fica à margem...

Os dialetos eliminam da escrita a clareza
Suposição unificada cai por terra, e ler
Se tornaria alvo de muitos predecessores

Apontando pontos da lusófona fraqueza
Negando a história que tentou florescer
Na alma do tempo e de conquistadores...

Ibernise.
Indiara (Goiás/Brasil), 14/11/2008.
Inédito!

*Núcleo Temático Romântico.
Direitos autorais reservados/Lei n. 9.610 de 1998.

www.ibernise.com

Um Site/Portal:

www.blogtok.com

Regista-te

Regista-te e participa neste projecto Basta inserir o email e começares a tua participação. Boas navegações pela Lusofonia


Email:
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Site Oficial

logo_mil.jpg

Membros Klub
Jornal
Sondagens
O que pesou mais na sua adesão ao MIL?
A concordância com a nossa Declaração de Princípios e Objectivos.
O mau estado da Lusofonia
Outras razões
Mil...

nova-aguia

lusopoemas

as-artes

fausto

agostinhodasilva

che

poesia

magalhaes

gov

avkd
...e Um

poemas

koisas

afmach

raspinja

flavio

rodinha26

teoriadoscalhaus
Galeria







Procura
©2017, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional